quarta-feira, 14 de maio de 2008

Receitas – “Massada de Peixe” à Portuguesa no Brasil

Bem, aqui fica uma receitinha para abrir água na boca à borboletinha azul,,, quer dizer, abrir, abrir até que pode, mas como tem mais de 3 litros, da última “massada” elaborada lá na fazenda, ainda congelada no “freezer”,,, então basta descongelar um pouquinho, adicionar água filtrada, um pequeno raminho de coentros picados, um fiozinho de azeite, deixar ferver e apurar e já está pronta a consumir.
Porém,,, como os tais 3 litrinhos de massada de reserva não vão durar eternamente, e também para gáudio gastronómico geral de quem visite este blog, aqui fica a receita, documentada por duas fotos “batidas” em 26 de Abril 2008, lá nas cabanas do Parque_das_Cascatas onde o “pica-pau” e a “borboleta” pernoitaram num fim de semana maravilhoso.
Mas isso é uma outra história,,,, aqui ficam as dicas para a receita:
A “Massada” original é feita com peixe Tamboril e Corvina e igualmente deveria levar os fígados dos peixes inteiros para dar mais sabor,,, mas, dada a dificuldade em encontrar esses peixes, resolvi substitui-los por Salmão e Camarão descascado (com casca ficará eventualmente muito mais saboroso).

Ingredientes:
- 1 kg de Salmão
- 2 cebolas médias finamente picadas.
- 3 dentes de alho bem picadinhos.
- 3 tomates maduros (sem pele) ou 3 colheres de sopa de polpa de tomate.
- ¼ de pimento verde cortado ao cubinhos.
- ¼ de pimento vermelho aos cubinhos.
- Coentros picados finamente q.b..
- 1 molhinho de coentros atados com cordel de cozinha.
- 500 g de camarão ou gambas.
- Caldo de Peixe concentrado ou Sopa de Peixe ou Marisco Instantânea.
- 3 dl de vinho branco.
- Mistura de Pimentas moídas, q.b..
- Piri-Piri ou Pimentão picante q.b..
- 250 gr. de massa cotovelo ou conchinhas pequenas.
- 1 Raminho de Hortelã.
- Azeite (de preferência português) q.b..
Confecção:
Cortar e temperar o salmão em pedaços iguais e deixar para misturar mais tarde.
Num tacho largo, preparar um refogadinho com o azeite, cebola, alho e pimentos e levar ao lume durante cerca de 2-3 minutos até alourar a cebola.
Juntar os tomates sem pele nem grainhas ou o concentrado, misturando o vinho lentamente, sempre a mexer (de preferência com colher de pau).
Temperar o refogadinho com o piri-piri, pimenta e sal e deixar ferver cerca de 5-10 minutos.
Adicional o caldo de peixe ou os concentrados à base de peixe e a massa até levantar fervura e deixe cozer por cerca de 5 minutos (sendo o peixe Salmão, deverá ser colocada então a massa antes dos peixes).
Adicional então o Salmão e passados cerca de mais 5-8 minutos juntar o camarão descascado e o molhinho de coentros.
Acertar o caldo, com água e/ou vinho branco ou caldo de peixe para que a “massada” fique caldosa.
Quase no final da cozedura juntar mais coentros frescos finamente picados.
Servir no prato, decorada com a hortelã
Chhleppp,,, e bom apetite.

Nota: Aconselha-se acompanhar a “massada” com Vinho Verde Branco bem geladinho.



Obs.: E pronto, nós deliciamo-nos com uma “massada” idêntica por duas vezes nesta viagem, a 1ª na cabaninha do Parque_das_Cascatas, como falei atrás, e a 2ª na Fazenda em S. Francisco de Paula, onde persistiam algumas duvidas por parte dos convivas, quanto à iguaria em si, mas que no final ficou aprovada pela maioria dos “comezainas”. Quem sabe para a próxima não será a minha Borboletinha a confeccionar a sua própria “massada”
Bom apetite de novo,,, e muitas beijocas à Borboletinha Azul.
JM (vulgo pica-pau)

Um comentário:

Cris disse...

Hummmm...uma delicia!!!

E o mais estranho é que tem cebola e alho (que eu não gosto, ou não gostava ), e eu adorei!!!

Realmente o amor faz milagres não faz?

O prato é muito bom, sem duvidas, mas mor... esqueceste de relacionar o ingrediente mais importante, ou não quiseste contar mor?

O amor!!!

(Ups, contei...era segredo????)

Beijinhos acebolados